top of page

Joel 2:12-25 - Um chamado ao arrependimento.

“12 Ainda assim, agora mesmo, diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, com choro e com pranto.

13 Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR, vosso Deus, porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal.

14 Quem sabe se não se voltará, e se arrependerá, e deixará após si uma bênção, uma oferta de manjares e libação para o SENHOR, vosso Deus?

15 Tocai a trombeta em Sião, promulgai um santo jejum, proclamai uma assembléia solene.

16 Congregai o povo, santificai a congregação, ajuntai os anciãos, reuni os filhinhos e os que mamam; saia o noivo da sua recâmara, e a noiva, do seu aposento.

17 Chorem os sacerdotes, ministros do SENHOR, entre o pórtico e o altar, e orem: Poupa o teu povo, ó SENHOR, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele. Por que hão de dizer entre os povos: Onde está o seu Deus?

18 Então, o SENHOR se mostrou zeloso da sua terra, compadeceu-se do seu povo

19 e, respondendo, lhe disse: Eis que vos envio o cereal, e o vinho, e o óleo, e deles sereis fartos, e vos não entregarei mais ao opróbrio entre as nações.

20 Mas o exército que vem do Norte, eu o removerei para longe de vós, lançá-lo-ei em uma terra seca e deserta; lançarei a sua vanguarda para o mar oriental, e a sua retaguarda, para o mar ocidental; subirá o seu mau cheiro, e subirá a sua podridão; porque agiu poderosamente.

21 Não temas, ó terra, regozija-te e alegra-te, porque o SENHOR faz grandes coisas.

22 Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão, porque o arvoredo dará o seu fruto, a figueira e a vide produzirão com vigor.

23 Alegrai-vos, pois, filhos de Sião, regozijai-vos no SENHOR, vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva; fará descer, como outrora, a chuva temporã e a serôdia.

24 As eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de vinho e de óleo.

25 Restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto migrador, pelo destruidor e pelo cortador, o meu grande exército que enviei contra vós outros.”




Este era um período onde o povo de Israel vivia longe de Deus e por isso enfrentavam grande dificuldade.

Sempre que andamos longe de Deus enfrentamos dificuldades. Andar longe de Deus é certeza de percorrer uma estrada por demais sinuosa.

Além disso, andar longe de Deus significa estar mais próximo do pecado, e não há quem ande próximo ao pecado que não seja prejudicado por ele.

O pecado sempre busca atrair aqueles que estão distantes de Deus e com isso, trará também as suas consequências.

A Bíblia diz que o salário do pecado é a morte. Andar em pecado certamente trará sobre o homem o pagamento do seu salário.

As consequências de quem anda semeando em pecado será uma colheita desastrosa. Não é simplesmente deixar de colher como se não houvesse fruto, há fruto sim, mas não é bom, ele é segundo a sua semeadura. É fruto de destruição, de dor e de sofrimento. Mas o que fazer quando nos encontramos em meio a esta colheita?


1-) Saber que Deus te chama ao arrependimento.


Deus não te chamou para esta vida de mazelas, Ele deseja sim o melhor para você.

Por isso faz-se necessário o arrependimento porque o caminho da felicidade passa por ele. Sem arrependimento não há como andar com Deus.

Não é um arrependimento qualquer. É necessário contrição e atitudes que demonstrem os frutos do arrependimento. O texto diz no verso 12 que este arrependimento é com jejum e pranto.


2-) Orar e clamar por mudança.


O texto faz uma convocação santa à igreja para que em santidade se coloque em oração e clamor. É importante se arrepender em favor de todos, em favor de si, em favor da nação. A mudança começa quando desejamos a mudança e a buscamos de todo coração.

Não muito diferente de hoje, a nação sofria por causa do afastamento de Deus e do pecado e o que poderia mudar esta sorte era a confissão dos pecados, do arrependimento.


3-) Sua genuína confissão e arrependimento sempre produzirão uma reação em Deus.

Quando atendemos este convite da graça de Deus com sinceridade, sempre a mão de Deus agirá em nosso favor. Os versos 18-20 revelam que Deus muda o destino de um povo quando esse se arrepende.

O resultado final sempre será de alegria e de grandes coisas da parte de Deus. O verso 21 traz uma mensagem de esperança em meio ao caos através do arrependimento. Deus é misericordioso e rico em perdoar e pode restituir tudo em nossa vida.


Reflexão:


- Minhas escolhas me levaram a situação que estou vivendo? Me distanciei de Deus e por isso estou sofrendo as consequências?

- Ciente dos meus erros, estou disposto a pagar o preço pelo arrependimento?

- A oração e a contrição da alma e do coração faz toda a diferença nesse processo, como tem sido as suas orações?

- O que você aguarda de Deus agora? O que você espera de você mesmo?

- Se o teu desejo é de dias melhores, é tempo hoje de arrependimento, oração, contrição e conversão.


Oração


“Espírito Santo como preciso de Ti, me leve a ter um arrependimento genuíno de meus erros e me conduza segundo a sua vontade. Faz-me andar em retidão e que eu tenha sempre nojo do pecado. Em nome de Jesus, amém.”



13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page