top of page

2 Samuel 21:15-22 - Derrubando Gigantes.

“15 De novo, fizeram os filisteus guerra contra Israel. Desceu Davi com os seus homens, e pelejaram contra os filisteus, ficando Davi mui fatigado.

16 Isbi-Benobe descendia dos gigantes; o peso do bronze de sua lança era de trezentos siclos, e estava cingido de uma armadura nova; este intentou matar a Davi.

17 Porém Abisai, filho de Zeruia, socorreu-o, feriu o filisteu e o matou; então, os homens de Davi lhe juraram, dizendo: Nunca mais sairás conosco à peleja, para que não apagues a lâmpada de Israel.

18 Depois disto, houve ainda, em Gobe, outra peleja contra os filisteus; então, Sibecai, o husatita, feriu a Safe, que era descendente dos gigantes.

19 Houve ainda, em Gobe, outra peleja contra os filisteus; e Elanã, filho de Jaaré-Oregim, o belemita, feriu a Golias, o geteu, cuja lança tinha a haste como eixo de tecelão.

20 Houve ainda outra peleja; esta foi em Gate, onde estava um homem de grande estatura, que tinha em cada mão e em cada pé seis dedos, vinte e quatro ao todo; também este descendia dos gigantes.

21 Quando ele injuriava a Israel, Jônatas, filho de Siméia, irmão de Davi, o feriu.

22 Estes quatro nasceram dos gigantes em Gate; e caíram pela mão de Davi e pela mão de seus homens.”




A história de Davi é transformada radicalmente ao enfrentar o gigante Golias. Através da vitória sobre o gigante ele se torna conhecido, respeitado e admirado. Entretanto esse não seria o único gigante que Davi teria que enfrentar.

Os gigantes sempre farão parte da vida de um matador de gigantes. Gigantes sempre surgirão para desafiá-lo.

A nossa jornada é marcada por lutas e elas nos acompanharão por toda a vida. Ninguém está sendo enganado pois o próprio Senhor Jesus disse "no mundo tereis aflições”.

Mesmo já experiente e reinando sobre Israel, Davi continuava tendo que enfrentar seus gigantes.

Todos precisamos continuar firmes diante gigantes que surjem. Não fugir, mas enfrentá-los como alguém que já tem a experiência de um dia ter vencido um gigante.


1-) Os gigantes sempre existirão.


A primeira coisa que você precisa saber a respeito de uma batalha é reconhecer quem é o seu inimigo. Sem conhecer o inimigo você se torna alvo do inesperado.

É importante saber que as lutas existem, os gigantes continuam lá e eles certamente virão contra você.


2-) Aprenda a derrubar os gigantes.


Conhecer o seu inimigo lhe dá a oportunidade de usar a estratégia certa para vencê-lo. A experiência adquirida nas batalhas sempre lhe dará vantagem em meio às suas lutas. Davi sabia como derrubar gigantes, ele tinha a experiência de já ter vencido outras vezes.

Sua experiência deve servir para que você obtenha vantagem diante dos seus gigantes.


3-) Nem sempre a mesma estratégia será a melhor para vencer seu novo gigante.


O texto nos mostra que os gigantes foram vencidos cada um de uma maneira. Nem sempre a estratégia de hoje funcionará amanhã. É necessário estar atento a voz e a direção de Deus para agir da maneira correta e que lhe trará a vitória.


4-) Enfrentar gigantes podem nos levar à exaustão.


Davi se viu fatigado, o verso 15 afirma que ele estava muito cansado. As batalhas nos cansam, roubam as nossas forças, sugam a nossa energia e nos fazem esmorecer. Isso faz parte das batalhas, ninguém é incansável.


5-) Quando estamos cansados Deus sempre colocará alguém para nos proteger.


É no momento em que estamos mais cansados que o inimigo tenta nos atingir. São nesses momentos que desistimos dos nossos sonhos e projetos, mas é também neste momento que Deus usa pessoas para nos ajudar e nos lembrar que Ele continua a nos abençoar.

O auge do seu cansaço será também o auge do cuidado e do socorro de Deus através daqueles que Ele escolheu para nos ajudar.

Assim como Davi no verso 17 que teve a ajuda de Abisai, nós também precisamos do socorro de alguém em meio ao nosso cansaço.


6-) Ande com pessoas que se importam com você e estão dispostas a enfrentar os seus gigantes também.


Ao perceberem o cansaço de Davi e notarem que ele não poderia mais enfrentar o gigante, seus generais resolvem guardá-lo e preservá-lo. À luz de Israel não poderia se apagar. Davi não podia morrer e para isso demonstraram toda a sua lealdade guerreando as suas guerras mesmo quando Davi não podia mais estar presente.

A lealdade é fruto de lealdade. Construa relacionamentos leais e certamente você terá companheiros leais de batalhas.


7-) Para vencer gigantes é necessário ter fé.


Davi havia ensinado a matar gigantes através da fé no nome do Senhor dos Exércitos.

Os gigantes sempre serão assustadores, imensos e habilidosos. Sempre parecerão mais forte do que você. Mas nenhum destes homens venceu um gigante por serem melhores ou mais fortes do que eles, mas sim por entenderem que a fé os faria prevalecer.

Um matador de gigantes é aquele que, pela fé, se propõe a matar os seus gigantes. Deus te revigorará e te fortalecerá para permanecer sendo um matador de gigantes.


Reflexão


- Tornar-se um matador de gigantes é uma escolha de fé. Você tem fugido de suas lutas ou enfrentado os seus gigantes?

- Conhecer o gigante e usar a experiência adquirida certamente lhe dará vantagem. Qual tem sido sua estratégia para vencer seus gigantes?

- Reconhecer o cansaço não é sinal de fraqueza mas sim de dependência de Deus. Você tem reconhecido seu cansaço ou incapacidade diante de Deus?

- Quem são as pessoas que fazem parte da sua jornada de batalhas? São leais, são seus protetores, são aqueles que te animam e te levantam?

- Como tua fé tem te levado a vencer os seus gigantes?


Oração


“Senhor Deus, alguns gigantes têm tentado me amedrontar mas creio no teu poder e na tua força para vencê-los. Creio que o Senhor me fará vencedor mais uma vez. Descanso em Ti pois sei que és Fiel. Em nome de Jesus, amém.”


50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page